para que as aves não esqueçam o voo... e as árvores não deixem de anunciar a primavera...

Seguidores

domingo, 8 de fevereiro de 2009


sou um ser em desordem...


sem hora certa ou dia exacto


(esqueci relógios e calendários...)


e a quem me fala, do tem de ser...


o conveniente... o caminho mais perto... o caminho certo...


eu já nem oiço... já estou além...


não quero ouvir...

da necessidade do dinheiro...

do valor real das coisas...


de tudo isso, eu nada sei..




pode... espreitar a fome ... uma ameaça ou outro perigo...


mas eu nem ligo...




sei...

se é lua cheia ou quarto minguante


se as estrelas brilham


se o gato mia ou o cão tem fome


e se lá no fundo, entre a ramagem,

há penas e folhas secas que se entrelaçam...

isso eu sabia... porque já vira..

um novo ninho a ser criado...


6 comentários:

Maria disse...

Não uso relógio nem calendário, mas não sou assim tão em desordem como tu... não sou capaz...

:)

Um abraço forte

mia disse...

Apesar dessa desordem, está perfeitamente ordenada a ideia, o estilo, a imagem, a mensagem! Parabéns.

simplesmenteeu disse...

Maria
Mais dum ano... de uma observação silenciosa...
Aqui ou na Ilha, sinto o teu respirar... e sei como a net seria mais pobre sem ti...
Quando me viste aparecer, pela 1ª vez, timida, envergonhada e com tanto medo de fazer mal... Como podia eu, imaginar, tanto do que tenho sentido...
E tenho de criar a desordem, está na minha natureza e se não for assim os números matam-me...
Abraço forte

simplesmenteeu disse...

mia
Obrigada pela visita, pelo apoio e pelos parabéns.
Tu que me conheces a cara e um pouca da desarrumação real, mereces, como ninguém o abraço e o afecto.
Parabéns, pela amiga que és! Uma amizade capaz de resistir a 30 anos de silêncio, com a mesma frescura e verdade, é de um valor raro e incalculável.
Obrigada, por seres minha amiga.
Abraço

Pedrasnuas disse...

Poeticamante falando o teu texto é belíssimo!!!
Há dias em que apetece deixar-se guiar pelos vestígios da natureza...e esquecer tudo o resto...porque o resto é tão sem sabor...

Beijo poético

simplesmenteeu disse...

Pedrasnuas

Sem sabor... e sem valor real...
Falsas realidades... criadas pela ambição, pela vaidade...por um materialismo que tudo mata...e que nos cega...

Beijo imenso.eterno



Chove no país das fadas...

e até as árvores se esqueceram de anunciar a primavera!...


Acerca de mim

A minha foto
procura de um sentido... .-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. "em cada um de nós há um segredo, uma paisagem interior com planícies invioláveis, vales de silêncio e paraísos secretos" --A. Saint-Exupéry--