para que as aves não esqueçam o voo... e as árvores não deixem de anunciar a primavera...

Seguidores

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009


Amei-te...

sem ver o reflexo da lua nos teus olhos. de madrugada amendoada e citríca.

sem ver o teu sorriso. a convidar ao mudo espreguiçar contemplativo.

poros abertos como como lábios... a sorver a caricia leve do vento em fim de tarde...


(muda. quieta. desconhecida...)

no canto escuro do sonho a romper e a iluminar as sombras.

inventei flores para recortar os dias.

países distantes onde o toque dos dedos acende estrelas no mármore da pele.

onde o arrepio faz da areia manto das marés...

Amei-te...

sem ver.tocar. ou sentir.

mas quando chegas o canto dos pássaros continua a encher os meus dias

e o vento a ser caricia nas folhas amarelas dum verão esquecido...

19 comentários:

Poetas Anónimos disse...

Hola!!!Te invito a participar de un nuevo espacio, seria un gusto tenerte entre los usuarios y/o entre los comentaristas,
intentamos crearlo en comunidad de escritores(POESIAS, CUENTOS,REFLEXIÓN ETC).
la direccion es http://poetasanonimossa.blogspot.com
en la pagina esta como registrarte para poder publicar, espero tu respuesta, muchas gracias.
El mail por cualquier duda es poetasanonimossa@ymail.com.

P.D:Si te gusto la idea puedes invitar a mas escritores a sumarse, Gracias nuevamente.


Poetas Anónimos

Morgana disse...

(muda.quieta.desconhecida)

A beleza dos verões, mesmo os esquecidos, é permanecer na memória a caricia da brisa morna na pele arrepiada pelo toque imaginado.

Um beijo

isabel mendes ferreira disse...

lindissimo.





beijo.


(obrigada)

Maria disse...

amamos. sem ver o sorriso, o olhar, ou a boca. as mãos, que nos desenham.
na noite. sempre na noite...

Lindo!

Abraço-te....

mié disse...

Juro que hoje deixei aqui um comentário...e não ficou...pena.
isto de não conferir se ficou ou não. Sou avessa àquele rectângulo de verificação de palavras.

mas, agora palavras para quê?

É lindíssimo o teu poema. Senti-me em casa :)

beijo grande

simplesmenteeu disse...

Poetas Anónimos
Grata pelo convite.
Terei muito gosto em conhecer o vosso espaço e avaliarei, com carinho, uma forma de participação.

simplesmenteeu disse...

Morgana
e... continuo silenciosa.quieta. desconhecida...
(também tu, fada, sabes passar invisível e silenciosamente... e sabes estar presente e espalhar magia...)
O maior e mais difícil dos segredos é não perder a faculdade de imaginar o toque e o arrepio. Não deixar que a pele perca a memória dos dedos...

Beijos (com pó de estrelas)

simplesmenteeu disse...

isabel
Obrigada pela visita e pelas palavras.
No silêncio e na sombra... sei da sua generosidade.
Da mão que não conheço e sei ser amparo e afago.
Beijo

simplesmenteeu disse...

Maria
as mãos que nos desenham e que nós desenhamos...
o sorriso que não vemos e ilumina a nossa noite. o olhar que acendemos para vencermos a solidão e as horas... a boca que queremos em nós e queima os nossos lábios.
a nós, eu sei que nem seriam precisas as palavras, para sabermos estar a falar a mesma lingua... e a respirar o mesmo ar...
Abraço-te com carinho

simplesmenteeu disse...

mié
sei o que querias dizer... e foi pena, sim...
porque eu gosto de escrever ao momento, mesmo que diga a mais absurda das coisas... e já disse tanta coisa assim... nem parece que comentei um numero tão limitado de pessoas...
Gosto que te sintas em casa por vários motivos... mas, também porque vi que me entendeste...
(viste o mail?)

Noite boa e Beijo Grande

mié disse...

vi agora...

Estou...estou maravilhada com a tua rima.

E, a tua sensibilidade em ver o que não está à vista.

Obrigada. Muito.

Se me permites gostava de o colocar entre as luas. Posso?

beijo enorme. agradecido

simplesmenteeu disse...

mié
É para mim uma honra que as aches dignas do teu olhar.
São tuas. Foram ditadas pelo toque das tuas luas e podes fazer o que entenderes... São simples, talvez como a própria natureza...
(máquina fotografica, foi a minha 1ª compra quando comecei a trabalhar. a minha mãe emprestou-me o dinheiro que fui pagando aos poucos. mas faz parte das paixões que deixei pelo caminho...)
Beijo Grande

mié disse...

Obrigada.

é tempo, talvez, de retomares a paixão.

beijo

simplesmenteeu disse...

mié
Neste momento fico-me pela apreciação... Olhar através de outros olhos... Fico no teu olhar...
Obrigada pelo que me ensinas a ver...
Mas... para estarmos vivas, temos de estar apaixonadas...
Beijo

Tempest Gardem disse...

Voce escreve tao lindo! Parabens!

Sand.

simplesmenteeu disse...

Tempest Gardem
Obigada pela visita e pelas palavras simpáticas.
O Brasil é um país de que muito gosto.Obrigada pela ponte e caminho que abres.
Abraço Sand

Pedrasnuas disse...

Amaste ou inventaste o amor ...para sobreviver ao tédio de descobrir que afinal andava tudo quieto,mudo,desconhecido?
Que havia sombras e tu apressadamente pintaste de luz...
Como se poderá amar sem ver,sem tocar ,sem sentir?
Tu forjas um canto de pássaros para encher o vazio dos teus dias...
Resta a memória de um Verão esquecido...

Abraço solidário

simplesmenteeu disse...

Mesmo um amor inventado... é sinal que a imaginação não morreu e que está pronta a reconstruir-se.
Forjar um canto de pássaros... um gesto de sobrevivência... ou a luta por um sonho de amor...

Abraço carinhoso

Pedrasnuas disse...

Acredito que sonhar faz bem...imagina-me uma grande inventora...que arquitectei o carro do furuto... tem asas,um "bicho" nunca antes visto,um feito inédito mas...deixei-o na minha casa,guardado,escondido dos olhares curiosos...é como se nunca tivesse feito tamanha proeza!Se ninguém sabe,se ninguém viu...ele só existe para mim!!!

Um beijo grande



Chove no país das fadas...

e até as árvores se esqueceram de anunciar a primavera!...


Acerca de mim

A minha foto
procura de um sentido... .-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. "em cada um de nós há um segredo, uma paisagem interior com planícies invioláveis, vales de silêncio e paraísos secretos" --A. Saint-Exupéry--