para que as aves não esqueçam o voo... e as árvores não deixem de anunciar a primavera...

Seguidores

sábado, 5 de setembro de 2009



esboço para uma história de amor...

hoje encontrei-te
estavas escondido na almofada onde sempre durmo
deixei-te lá. num gesto descuidado de descrença.
denunciou-te
o perfume com que envolves os dias
e o sabor que me nasce na boca antes de ser beijo.

alisavas as vestes
compunhas o manto com que me agasalhas as noites.

passeamos de mãos dadas.
vimos
quando a lua se despenteou das nuvens.
ficou nua
emoldurou os dias onde podemos escrever um novo livro branco.




**


25 comentários:

Pedrasnuas disse...

UMA NOVA HISTÓRIA DE AMOR? UM ESBOÇO ESCONDIDO NA ALMOFADA?
UM SONHO DE MÃOS DADAS...COM SABOR A BEIJO...A LUA À ESPREITA...E O LIVRO QUE OS AMANTES VÃO ESCREVER...
BOM ROMANCE

BEIJINHO CARINHOSO

avlisjota disse...

Acho que fiz asneira nessa coisa de seguidores sinceramente não sei...

Um esquisso desnudado no sabor dum beijo desejado na fragância dos dias...
passeiam de mãos na escrita do amor

beijos

José M. Silva

Isabel disse...

os livros em branco esculpem a memória!



e fazem crescer o olhar.



beijo. agasalhado de ternura.

simplesmenteeu disse...

Pedrasnuas

Enquanto ouver lugar para o sonho, sempre se esboçarão, histórias de amor.
Sempre haverá na boca, o sabor do beijo
sempre as mãos, procurarão outras mãos
e os dedos, hão-de escrever poemas e romances...

Beijo carinhoso

simplesmenteeu disse...

avlisjota

...não sei se foi asneira... sei, que foi bom, tê-lo por cá...
Obrigada, pela visita e pelas palavras.
Por aqui, vou continuar a passear-me, na escrita do amor. Chorando ou rindo, sempre será Amor.

Beijos

simplesmenteeu disse...

Isabel

cresce o olhar por dentro de nós
para ser carícia e alimentar as memórias.

beijo.e a ternura imensa
de Sempre

Maria Emília disse...

Há sempre um motivo para recomeçar. Todos os pequenos detalhes são résteas de esperança.
Um beijinho,
Maria Emília

gabriela rocha martins disse...

a nudez da lua


como cúmplice......




.
um beijo

Cleo disse...

Show de imagens e textos-poemas. adorei. "quando a lua se despenteou das nuvens".
"o sabor que nasce na boca antes de ser beijo", e não é mesmo que é verdade este sabor?
adorei.
Beijos e uma semana feliz prá você.
Cleo

Ana Martins disse...

Isto já é muito mais que um esboço... Parabéns!

Beijinhos,
Ana Martins

clanDestino. disse...

Simplesmenteeu

Obrigada pela visita.Estamos ainda, aqui. Resistindo nesse lado feroz da vida.

Abraços

D.

Ana Oliveira disse...

Que o livro se continue a escrever, branco e luminoso!

Um beijo

Ana

AFRICA EM POESIA disse...

fui operada à mão direita.
correu bem.

quando puder escrever volto beijinhos saudades

gabriela rocha martins disse...

rasante o beijo que


deixo

Lídia Borges disse...

De uma ternura imensa, este esboço.
Vai ser uma bela história de amor escrita no "novo livro branco".

L.B.

Multiolhares disse...

o amanhã traz sempre paginas em branco para serem escritas histórias de amor
beijinhos

Graça Pires disse...

Um livro branco. Uma história de amor sem fim.
Gostei imenso. Um beijo.

avlisjota disse...

Olá há dias quando te visitei cliquei em seguidores sem dar conta, poderias não gostar, não sei...
Volto ao teu poema, porque ele mesmo cuidou que eu cá voltasse, acho que de certa forma todos escrevem poemas de amor, em branco ou com tinta da china... mas este teu esboço d´amor é dos esboços d´amor mais belos e sentidos que
que li, e reli.

Beijos José

Crystal disse...

Curioso...a tua escrita consegue sempre maravilhar-me. Superas-te sempre.Magnifíco!

beijo (te)

Secreta disse...

Livro em branco que tanto diz.

continuando assim... disse...

é assim que me sinto:)
com imensas páginas em branco para escrever o resto da minha vida

passa por lá...deixei uma prenda para ti lá no meu blog

beijinho
teresa

AnaMar (pseudónimo) disse...

E acredita no que te digo: a esse livro em branco, vais ter que acrescentar mais folhas.

Bj terno

Carla disse...

uma história que se escreve com amor...adorei
beijo

Mariz disse...

Salvé
Vim aqui, não para juntar-me a este tipo de partilha..porque sabe já qual a minha postura, mas para apreciar a sensibilidade da escrita.
Quanto aos afectos, sejam reais ou imaginários...presenteiam gosto, o impulso, a ausência...tudo o que a mente/ego pretendem! A falta de distanciamento, traz sofrimento.
Um beijo é sempre beijo, uma carícia é sempre uma carícia, uma palavra de conforto, etc. são o somatório da harmonia do SER....! "apenas"
e "só!" - somos feitos assim...n a t u r a l m e n t e!
O que ultrapassa o "natural"..é inconsistente - pura satisfação e frenesim do "ego"/personalidade. Aconselho-a a trabalhar esse "D E S P R E N D I ME N T O"! - logo a distanciar-se de "si" ...mas nunca de SI!

Abraço de sempre
e sentido

Mariz

O2 disse...

Sabes, as vezes adoro sentir as pessoas por de traz das palavras.... ás vezes estou tão egocêntrica que apenas embarco nelas, como se de um vento se tratasse... e ás vezes encanto-me quando tento perceber o que muitas vezes nem nós percebemos... mas quase sempre, o que gosto mesmo é do que sinto quando leio alguém como tu... como poderíamos nós não acreditar em anjos...

Essencialmente, o que levamos da vida é isto, esta forma simples de amar sem nada em troca.



Chove no país das fadas...

e até as árvores se esqueceram de anunciar a primavera!...


Acerca de mim

A minha foto
procura de um sentido... .-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. "em cada um de nós há um segredo, uma paisagem interior com planícies invioláveis, vales de silêncio e paraísos secretos" --A. Saint-Exupéry--