para que as aves não esqueçam o voo... e as árvores não deixem de anunciar a primavera...

Seguidores

domingo, 30 de agosto de 2009


entre o céu e o deserto. estreita margem...


caminho.

onde os frutos se suspendem.recorte redondo a desenhar o apetite.

a dilatar as narinas. sorvendo o cheiro

e a seiva de terra.



verão ambíguo.

com uma lua cor de laranja

um sonho pintado de vermelho.

um riso no cantar dos pássaros.



...e os teus passos

a voar num corpo cor de milho...
**

14 comentários:

Maria disse...

o cheiro... sempre o cheiro...
e a (da) terra.
.......
os teus passos retenho-os..

beijo, terno, sempre...

Pedrasnuas disse...

POETISA DOS SENTIDOS...DAS EMOÇÕES...DOS SENTIMENTOS...
O APETITE...O CHEIRO...OS PASSOS...S SEIVA DA TERRA
O SONHO RUBRO...NUM VERÃO AMBÍGUO...OS FRUTOS....
A MAGIA DA FOTOGRAFIA REMETE-ME PARA A ADOLESCÊNCIA...TEMPO EM QUE SE VIVE COM A MAIOR DAS INTENSIDADES...
FANTÁSTIQUE!!!

BEIJO HIPER CARINHOSO

M. disse...

As metáforas com que se pode descrever poeticamente esta estação do sol.

Belo.

Beijo

mie disse...

Com que cor se pinta a melancolia?

Que palavra dirá a dor de se ser só?



...e é tudo tão ambíguo.

um beijo enorme e terno

querida L.

Teresa Queiroz disse...

nunca se perde a lua...

SMA disse...

Milho de pipocas
.
.
.
obrigada
muito
.
.
bjo doce

Sonia Schmorantz disse...

Boa semana !!
Repartir suas alegrias
é como espalhar perfumes sobre os outros:
sempre algumas gotas
acabam caindo sobre você mesmo!
abraço

Ana Oliveira disse...

Um beijo

Ana

Elma Carneiro disse...

Bom dia poeta.
Foi um prazer nosso encontro e adorei sua visita no meu espaço lírico. Fico feliz por ter gostado.
Sua sensibilidade poética é riquíssima e contém: seiva, cheiro, cores o cantar de pássaros, e passos que voam em tempo dourado.
Beijooo

A.S. disse...

"entre o céu e o deserto. estreita margem..."

mas em ti, o dia cresce, as cores se abrem, e os teus passos, deixam um rasto de sol a voar num corpo cor de milho...

Beijos!
AL

Mariz disse...

Salvé Sentido do Voo!
Consegui finalmente vir aqui. Se bem que não se veja ainda no verso muito nitidamente o nome do seu blog - sempre que se clicka no seu avatar ou nome que a identifica - somos remetidos para lá.
Se reparar, a tal faixa continua como em todos... - situação que não entendo....

Quanto ao que nos deixa aqui, a terra é sempre... a Terra! - de cheiros mil, atendendo ás estações. Para mim o mais inconfundível é o da terra molhada....faz-me suspender os outros sentidos.
Que as suas raízes nunca dela se desprendam até á hora anunciada, de nada fazer, e já sem nada ter... apenas... partir! - mesmo que por perto, se sintam ainda...corpos de miho.

Abraço meu
Grata pelas palavras
Sempre...

Mariz

ESPAVO! - com em MU

Verónica (peke) disse...

Tus pasos estan unidos a los mios a traves de las letras...

besotes de esta peke.

pd. te espero por mi rincon con una taza de cafe, si gustas....

O2 disse...

Sinceramente, mui sinceramente, espero que um dia acordes e sais do bem estar deste filme e dês asas a esta poesia encantadora. Ah, me encanta esta tua poesia...

Espero um livro teu mulher, sem medo vai-te a ele.

Mas sfv encontrar uma capa merecedora de tal conteudo, livra-te do negro, encara-o de frente e pinta-o com vontade de flores exuberantes, pq por muito complicada que a vida seja, uma flor chama-nos sempre a atenção, dá-nos muito mais brilho!

:)

Beijo meu.

O2 disse...

Voltei a ler este poema... para quando sai o livro mesmo?

:)



Chove no país das fadas...

e até as árvores se esqueceram de anunciar a primavera!...


Acerca de mim

A minha foto
procura de um sentido... .-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. "em cada um de nós há um segredo, uma paisagem interior com planícies invioláveis, vales de silêncio e paraísos secretos" --A. Saint-Exupéry--