para que as aves não esqueçam o voo... e as árvores não deixem de anunciar a primavera...

Seguidores

sábado, 4 de abril de 2009




quando os dedos do vento enrugam o manto transparente do mar


transformando-o em maré


é o teu nome que oiço dentro de mim


é o teu respirar que me estremece a pele e as palavras


então deixo-me ficar no lado côncavo do teu olhar onde o amanhã se desenha a prata e fogo


e sou o voo de asas marinhas e rendas de espuma



-

25 comentários:

Maria disse...

de tanto olhar o mar os meu olhos ficaram azuis
de tanto querer voar quebrei uma asa e mergulhei em ti
de tanto resistir aos ventos rumei à ilha mais que perfeita
de tanto te querer morri......

simplesmenteeu disse...

Maria
(sereia! - como alguém lembrou...)

de tanto olhar o mar te adivinhei...
vi teu sorriso, a espiga, a asa ferida...
e da lágrima de sal que guardei
nasceu a flor do afecto, grata e comovida.


bela e surpreendente visita - em tempo de ausências...

A força do abraço
no desejo de muitos dias felizes

Ana Oliveira disse...

...E as rendas se desdobram em farrapos de nuvens que o ceu desenha para conter o olhar e o amanha...

Como sempre perfeito e comovente.

Bom fim de semana

Beijo grande

Ana

alice disse...

gostei muito especialmente deste poema. evoca um nome, uma luz, um sorriso, um afago, um carinho. muito bonito e bem ilustrado. um prazer vir aqui, hoje. um beijo.

isabel victor disse...

rendas de espuma ...


belíssimo


um beijo

iv

Pedrasnuas disse...

Aguardei e finalmente chegou...Bela forma de se sentir apaixonada!!!

Consigo ver os teus dedos a fazerem pregas na alma do mar...e num impulso transformá-las em maré...
Escutas um nome...
Escutas um respirar...
Ficas do lado côncavo/convexo... e amanhã é Domingo e haverá rendas de espuma nas asas do teu voo...

Abraço apertado ... meu

simplesmenteeu disse...

Ana

O olhar esconde-se no canto da nuvem e fica à espera do amanhecer do amanhã...

Linda a tua imagem.
Bom fim de semana, também.

Beijo grande

simplesmenteeu disse...

alice

quando há um nome, uma luz... está subjacente uma proximidade...
gostamos de encontrar esses sinais sempre que queremos bem a alguém...
obrigada pela atenção e pelo carinho.
um abraço

simplesmenteeu disse...

iv

...e há gestos de cetim e renda

e afectos de seda bordados a fio de prata...

grata.duplamente.

um abraço

simplesmenteeu disse...

Pedrasnuas

Fogo e Luz. Verde e espuma branca...
Escuto um nome, uma voz...
Dificil ver os dedos porque são frageis... mas falam a alma do mar e linguagem das conchas...

Abraço apertado.

Ana Oliveira disse...

É feita a noite para sonhar...

Boa noite...que as estrelas velem o teu sono...

Beijos

Ana

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, Espectacular....
Um abraço

Graça Pires disse...

"e sou o voo de asas marinhas e rendas de espuma"
Lindíssimo poema. Um beijo.

gabriela rocha martins disse...

deixo-me ficar no lado côncavo do teu olhar onde o amanhã se desenha a prata e fogo

são belas as tuas imagens .esta ,porém ,é ímpar


.
um beijo

A.S. disse...

Meus olhos,
cheios de espuma,
continuam perscutando
o amanhecer...
O sentido do voo
é sempre mais exacto
quando nasce a luz
de um novo dia...

Rose Sztibe disse...

Quem sabe do amor assim, de levezas abissais...
o poema enterneceu o meu dia.
Obrigada.

simplesmenteeu disse...

Ana

Enquanto a noite se deitar no sonho, conseguiremos enganar a morte...
Que as estrelas brilhem e acendam todas as tuas noites...

Beijos

simplesmenteeu disse...

Chana

Obrigada pela visita e pelo comentário.
Fico feliz por gostares do que encontras por aqui.

Um abraço

simplesmenteeu disse...

Graça

Voo que só é asa porque encontro e leio outras pessoas...

Um beijo

simplesmenteeu disse...

Gabriela

...no canto. onde o chão é fértil... e a água abundante e... insubmissa... visto-me, às vezes, de palavra... e desenho amanhãs...

um beijo

simplesmenteeu disse...

A.S.

Assim, de palavra em palavra, esperamos o amanhecer de novos dias... em dedos de espuma...

Um beijo

simplesmenteeu disse...

Rose

Gostei de saber de ti.
E gosto da tua Arte. Poética e ao mesmo tempo contestatária, polémica e denunciante.

Abraço

simplesmenteeu disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Chris disse...

quando os dedos do vento afagam a luz que vem do amanhâ...
Lindissimo
Voltarei!

Ana Martins disse...

Vim lhe pedir que me autorize a publicar a sua imagem do mar no meu blogue. Naturalmente dar-lhe-ei os devidos créditos.
Caso não concorde diga-me e eu retiro-a.

http://avesemasas.blogspot.com/

Beijinhos,
Ana Martins



Chove no país das fadas...

e até as árvores se esqueceram de anunciar a primavera!...


Acerca de mim

A minha foto
procura de um sentido... .-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. "em cada um de nós há um segredo, uma paisagem interior com planícies invioláveis, vales de silêncio e paraísos secretos" --A. Saint-Exupéry--