para que as aves não esqueçam o voo... e as árvores não deixem de anunciar a primavera...

Seguidores

domingo, 19 de abril de 2009

-
-



Photobucket



-
-

39 comentários:

simplesmenteeu disse...

Imensamente grata à mão mágica e amiga que torna esta experiência possivel.

Obrigada. muito.

E o meu abraço imenso de um Sempre

Nuno de Sousa disse...

Está fantástico este trabalho... estou a aqui a olhar e admirar... fantástco.
Cumprimentos e uma boa semana,
Nuno

clic disse...

Atrever um bater de asas e rumar ao sonho... :)

Pablo Lima disse...

QUE COISA LINDA!

Pedrasnuas disse...

LEIO-TE...E VEJO AS TUAS MÃOS DE FADA...A CONTORNAR O DESENHO NA ASA ...TÃO TRÉMULA...
UMA AVE LIVRE
COMOVIDA NO DELINEAR DA DESCOBERTA DE SI MESMA...
EXPERIMENTANDO PASSOS DE DANÇA
ESQUECIDOS...
A MORADA FICA NO CORAÇÃO...
LEVE COMO BRISA, O SOPRO SOPROU...
E AS GOTÍCULAS EM SÍNCOPE MOLHAM MESMO AO DE LEVE AS ASAS QUE ESVOAÇARAM...

SEM QUERER DESVIRTUAR A TUA BELA CRIAÇÃO...
E ILUSTRAÇÃO SUBLIME ...RESTA ESPERAR POR MAIS...
ADOREI

BEIJO MUITO MEU

Graça Pires disse...

A mão que escreve. O poema que se deixa escrever... Muito belo.
Beijos.

Maria disse...

Não tenho palavras para escrever o que sinto... perante tanta beleza...
Obrigada.

Um abraço, enorme

alice disse...

particularmente bonita esta edição :) um poema sobre uma imagem é algo que eu própria gostaria de saber fazer... muitos parabéns e obrigada pela partilha. beijinhos.

Isabel disse...

Yirisado.

de iris.



asas. de voos agora livre.

beijo.





y.

simplesmenteeu disse...

Nuno

Sempre o diálogo mudo entre a imagem e a palavra.
Uma coisa que tu e a Helena fazem com paixão e mestria. O que me deixa ainda mais feliz por teres gostado.

Abraço

simplesmenteeu disse...

clic

Obrigada pela crença nas asas e o incentivo ao sonho

simplesmenteeu disse...

Pablo

Obrigada pela visita e pelas palavras.

simplesmenteeu disse...

Pedrasnuas

Emocionada com as tuas palavras-poema e com a teu afecto.
Lindissima a tua oferta!

Tudo é frágil e leve como a vida de uma borboleta... Dança o fascinio da chama e deixa-se consumir antes que a mesma acabe...São assim as asas que pedimos de empréstimo...

Beijo carinhoso

simplesmenteeu disse...

Graça

A mão escreve aquilo de que sente saudades ou deixa escapar os sonhos que queria que acontecessem...

Um abraço

simplesmenteeu disse...

Maria

Os nossos encontros são mesmo uma mistura de palvras e... silêncios...

Mas sei que me les... mesmo no que não está... e eu oiço-te mesmo que não fales...

O Abraço forte de sempre

simplesmenteeu disse...

alice

fico muito feliz que goste, é uma forma de dar um toque mais pessoal, mas se alguém não me fizesse o favor de ampliar a imagem, tudo se perderia...
a virtualidade é feita assim, de muito de ajuda e partilha...

beijinhos

simplesmenteeu disse...

y

(ave do parayso...)

a liberdade é o desenho duma asa...

num voo imaginário...

beijo. de Sempre

Ana Oliveira disse...

Que dizer das asas...dos voos sem destino...das gotas choradas pelos olhos cegos das nuvens?

Bom ver como tudo é beleza, cada vez mais perfeita...cada vez mais voz da alma e como um blog que comecou timidamente se esta a transformar numa referencia de imagens e palavras.
A Alma posta a nu, de uma forma cada vez mais bela.

Um beijo

Ana

Multiolhares disse...

Lindo o teu trabalho, todo ele adorei
beijos

Isabel disse...

sim...:) de sempre.

obrYgada.

Rose Sztibe disse...

Olá, minha querida.
Sabes que a admiração é reciproca. Estou viajando, em fériasno Peru. Quando retornar conversamos sobre nosso projeto.
Carinhos.
Rose

Helena Paixão disse...

Excelente ideia de união entre imagem e poesia, parabéns!

Triplamente criativo este espaço.

Bjs

Pedrasnuas disse...

AGUARDO POR MAIS POEMAS TEUS ...PORQUE VALEM A PENA ...BATE SEMPRE AS TUAS ASAS PORQUE TENS MUITO PARA RASGAR NESSE TEU VOOOOOO........

VOLTA SEMPRE

simplesmenteeu disse...

Ana

Desenhamos asas para vencer as sombras... mesmo que se percam sem destino...
A Emoção, o Amor, as lágrimas... convertem-se em palavras e nelas desnudamos a Alma... ficamos transparentes... e indefesas...

Beijos

Anónimo disse...

dentro de mim, o poema aconteceu...
porque me deixei voar nas tuas asas...

..

simplesmenteeu disse...

Multiolhares

Conhecendo o teu blog, as tuas fotografias e poemas, fico muito feliz por te encontrar e saber que gostas do que encontras por aqui...

Beijos

simplesmenteeu disse...

Isabel

tempo... sem tempo...
tempo "dos animais ternos"...

e dos afectos de Sempre...

abraÇo

simplesmenteeu disse...

Rose

Um projecto ponte... entre dois paises que se admiram e se seduzem...
A palavra e a imagem a quatro mãos.

Querida, uma boa viagem e um bom descanso.

Abraço carinhoso

simplesmenteeu disse...

Helena

Duas paixões que partilhamos: imagem e poesia.
Mas, pelo menos, eu conheço outras duas que nos são comuns: os animais e o afecto dos amigos...

Parabéns pelo teu espaço, que daria uma boa publicação. Um livro repleto de belissimas imagens e estórias magnificas.

Um beijo

simplesmenteeu disse...

Pedrasnuas

As asas viviam amarrotadas e esquecidas delas próprias...
mas, alguém acreditou que podiam voar...

Beijo terno

simplesmenteeu disse...

Anónimo

então voa... para isso, por enquanto, não existe imposto...

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá, belo trabalho...Espectacular....
Beijos

gabriela rocha martins disse...

a ternura de se ser em imagem/poema


.
um beijo

lua prateada disse...

Bem eu bem que adorava comentar mas com um cenário tão lindo as palavras e tudo o que envolve só posso dizer que fiquei sem palavras e que adorei..
Beijinho prateado com carinho

SOL

M disse...

a magia está no poema e na imagem.
nada mais.

e uma beleza estonteante.

beijo

simplesmenteeu disse...

Chana

Obrigada
Beijos

simplesmenteeu disse...

gabriela

uma ternura agora mais dentro.
mais abraço
ou um beijo que é começo e fim


um abraço

simplesmenteeu disse...

lua prateada

obrigada pela visita
volta, lê, vê e diz a primeira coisa que sentires. não penses, deixa que as palavras saiam, simplesmente...

Beijo carinhoso

simplesmenteeu disse...

M

a magia está nas mãos e nos corações invisíveis que sabem rasgar as distâncias.

e passam de mansinho como um sopro terno.

BEIJO



Chove no país das fadas...

e até as árvores se esqueceram de anunciar a primavera!...


Acerca de mim

A minha foto
procura de um sentido... .-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. "em cada um de nós há um segredo, uma paisagem interior com planícies invioláveis, vales de silêncio e paraísos secretos" --A. Saint-Exupéry--