para que as aves não esqueçam o voo... e as árvores não deixem de anunciar a primavera...

Seguidores

quarta-feira, 28 de outubro de 2009


o choro da manhã escorre nas janelas sem ventre.

desliza no silêncio das arertas.

recorta-se em relevos de sombra.


o vento tamborila nas telhas em agulhas de gelo.

sem concha nem abrigo o corpo abandona-se à parede de pó e solidão.


na clausura das veias o sangue busca o ritmo de uma canção interior.

a asa procura romper a névoa. riscar o eco do abismo.

traçar no infinito a rosa que segurou no peito.

as pálpebras abrem-se como ranhuras sedentas de luz

fendas por onde segue o sol

e em prece fica a vê-lo dourar o mistério do tempo e dos templos.
**




14 comentários:

ADiniz disse...

E então de repente...
um furação de luz
invade pelas paredes...
uma chama rosa
penetrando pelo poros
chegando ao frontal.
Pronto...
O sol
dentro e fora
De mim.

Bjinhos pra essa moça, e um bom reciclo pra vc.

Pedrasnuas disse...

CHORO DA MANHÃ...SILÊNCIO,SOMBRAS...AGULHAS DE GELO,PAREDE DE PÓ E SOLIDÃO...CLAUSURA...ABISMO
...
MAS HÁ UM FIO DE ESPERANÇA

ATRAVÉS DAS RANHURAS HÁ SOL...
FELIZMENTE

BEIJINHO E CORAGEM!!!

AnaMar (pseudónimo) disse...

...E é tempo de ensaiar novo voo. Com sentido!
Bj (e força)

Sereia disse...

Bom dia!!!!!
Nessa nossa caminhada muitas vezes o tempo e as circunstâncias nos obriga a alçar novos voos e temos q estar disposto para assegurarmos lá na frente pousos tranquilos.
Um lindo dia e um beijo grande

Ana Oliveira disse...

Demasiado "tudo" para que qualquer palavra seja demais!

Um beijo grande

Ana

mie disse...

de esperança no voo. memórias da linguagem do amor.

e
...venho deixar-te o beijo.

saio depressa para não te pegar a gripe...que exagero maria, digo de mim pra eu, ...é só uma constipação :)).

beijo. terno

Ana Martins disse...

"o choro da manhã escorre nas janelas sem ventre.
desliza no silêncio das arertas.
recorta-se em relevos de sombra..."

Muito lindo!

Beijinhos,
Ana Martins

gabriela rocha martins disse...

templo mágico o do TEMPO - sara todas as feridas e faz.nos ,um dia mais tarde ,sorrir do hoje - sem nostalgia ... em paz absoluta!




.
um beijo ,minha querida!

continuando assim... disse...

como uma teia.... :)

bj
teresa

Graça Pires disse...

"sem concha nem abrigo o corpo abandona-se à parede de pó e solidão...fendas por onde segue o sol"
Muito belo!
Beijos.

Verónica (peke) disse...

Misterio en el templo, y donde nos escondemos???

besotes de esta peke.

pd.te espero por mi rincon con tu taza de cafe caliente, siempre que quieras...

ONG ALERTA disse...

deixe a luz entrar sempre em seu coração paz.

Dri Viaro disse...

Bom dia!!
Vim conhecer seu blog, e desejar bom fds
bjsss


aguardo sua visita :)

lobices disse...

.excelente foto
...num bonito tema...



Chove no país das fadas...

e até as árvores se esqueceram de anunciar a primavera!...


Acerca de mim

A minha foto
procura de um sentido... .-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. "em cada um de nós há um segredo, uma paisagem interior com planícies invioláveis, vales de silêncio e paraísos secretos" --A. Saint-Exupéry--