para que as aves não esqueçam o voo... e as árvores não deixem de anunciar a primavera...

Seguidores

quinta-feira, 29 de agosto de 2013




**

afinidades
chegou. na boca trazia o sabor do leite materno.
para trás, sem lembrança, deixou as terras pintadas a branco e verde das beiras.
fez de lisboa a sua cidade. regaço onde lhe cresceram as pernas e as mãos. tomou-a nos braços, como quem descobre os segredos de um corpo e o faz seu...
sabia de cada pedra, de cada história e mistério.
chorou ao som dos acordeons e das guitarras; dos fados arrastados nas horas de saudade e magoa.
no seu olhar voavam asas de gaivotas e o ondear espreguiçado do tejo; as saias leves que baloiçavam promessas vagas, as faces coloridas que enchiam as sombras da noite.
pontualmente, ao fim da tarde, buscava o aconchego quente e macio dos cafés. o cheiro torrado e negro, o voltear dos vultos e o abandono das conversas em surdina.
distanciava então o olhar. voltado para dentro de si e num sorriso imperceptível, perdia-se nos seus pensamentos.

dele, herdei esse ar fechado e melancólico. esse jeito de olhar as pessoas atrás do silencio. rir e chorar a vida sem que aparentemente me misturasse com ela. esconder a dor na bainha da alma e as lágrimas num pudor contido.

morreu calado e discreto na sua elegância simples e sóbria. morreu sem nunca ter perdido o vinco das calças. o nó da gravata cuidadosamente escolhida, o chapéu impecavelmente colocado.
livre e fiel a si próprio.


**

6 comentários:

Mar Arável disse...

Há Homens assim

impolutos

Pedrasnuas disse...

Há homens por quem se escreve poemas e nunca mis se esquecem...Beijinho mui saudoso

may lu disse...

"Dele, herdei esse ar fechado e melancólico. esse jeito de olhar as pessoas atrás do silencio. rir e chorar a vida sem que aparentemente me misturasse com ela. esconder a dor na bainha da alma e as lágrimas num pudor contido."
Que bela e profunda herança! Amei a Postagem...
Desejo-lhe um natal de muita paz e luz! Beijos

Cristina Cebola disse...

Que dizer! Emocionei-me com este texto. Poderia ser meu, se trocasse as beiras pelo sul.
Há afinidades assim!
Beijinho, gostei da surpresa de tê-la encontrado por aqui.

Crystal disse...

Já não me lembro de vir aqui...já não sei como cá vim ter, mas ainda bem. Tu, como sempre, fantástica nessa capacidade de me transportar nas palavras...

Gostei do teu pai...e gosto de ti. Beijinho

Menina Marota disse...

Lembrei-me dos Homens que marcaram a minha vida: o meu Pai e o meu Avô.

Grata por este momento que me trouxe tantas memórias.

Um beijo



Chove no país das fadas...

e até as árvores se esqueceram de anunciar a primavera!...


Acerca de mim

A minha foto
procura de um sentido... .-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. "em cada um de nós há um segredo, uma paisagem interior com planícies invioláveis, vales de silêncio e paraísos secretos" --A. Saint-Exupéry--