para que as aves não esqueçam o voo... e as árvores não deixem de anunciar a primavera...

Seguidores

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

não basta ler o poema. é preciso entrar dentro dele. voar nas suas asas.
ser vela onde ele é rio. sabor onde ele é fruto. perfume se for flor.
é preciso entrar dentro dos seus olhos e chorar as suas lágrimas.
abrir-se nas suas veias. ser saliva e suor!
beber-lhe a seiva e as entranhas...
comungar do seu sangue e do seu pão.

**

5 comentários:

tb disse...

Só assim será poema...
Abracinho.

© Piedade Araújo Sol disse...

pois é, a melhor maneira de se ler o Poeta.

muito obrigada!

:)

Anónimo disse...

Poeta calado. Que silêncio conversador, inquieto.

Cristina Cebola disse...

Como é mágica a Poesia!! Entra dentro de todos os corações que a sabem sentir...
Obrigada Maria mil vezes...

BeijO

Menina Marota disse...

Entrar na alma do Poeta. Senti-lo. Amá-lo. Viver o poema na magia do sentir.
Obrigada.
Uma barço



Chove no país das fadas...

e até as árvores se esqueceram de anunciar a primavera!...


Acerca de mim

A minha foto
procura de um sentido... .-.-.-.-.-.-.-.-.-.-. "em cada um de nós há um segredo, uma paisagem interior com planícies invioláveis, vales de silêncio e paraísos secretos" --A. Saint-Exupéry--